10 regras absolutas de Gary Semics para treinos de MX

10 regras absolutas de Gary Semics para treinos de MX

Gary Semics, 10 regras absolutas  para treinos de MX

É isso aí galera mais uma dedicação ao fórum.
Segue.
——-
fonte THUMPER TALK

Aqui estão as 10 dicas que apareceram nas revistas anteriores ThumperTalk Members Newsletter.

10 Regras absolutas para treinos de MX por Gary Semics ( http://www.gsmxs.com )

Para promover seus resultados em provas, primeiro você precisa promover suas estratégias nos treinos. Então pratique as técnicas corretas até se tornarem automáticas.

Regra absoluta numero 1 – Há uma preocupação para a loucura. Quando você sai para praticar, tenha um objetivo por trás do seu treino. Não simplesmente corra pela pista, fazendo os mesmos erros novamente. Sempre invista algum tempo percebendo e trabalhando em cima dos seus pontos fracos e técnicas.
Agora que já falamos isto, Aqui está a dica número 1 da série de 10 dicas rapicas de como se tornar um piloto melhor.

#1 Você precisa manusear os manetes e segurar no guidão ao mesmo tempo

O erro mais comum é segurar a manopla com todos os 4 dedos e então agarrar os manetes quando você realmente tem que usá-los. Este jeito é aquele em que o piloto não utiliza os comandos suficientemente e quando os usa não consegue segurar no punho com firmeza.

A coisa que leva tempo e prática para desenvolver é a abilidade de segurar na manopla e trabalhar os manetes com eficiencia ao mesmo tempo. Alguns pilotos usam 2 dedos na embreagem, muitos usam 1 dedo. No freio da frente é melhor usar apenas 1 dedo. Acostume-se a isso e faça disso um hábito. Desista de um dedo ou 2 nas manoplas para poder trabalhar os manetes independentemente de segurar nos punhos.

#2 Quando você não está usando o freio ou o pedal de marcha, a dianteira interna da sola do pé deve estar no estribo

Uma regra geral a seguir é que se você nao está usando o freio ou o cambio, voce deve estar pisando quase na ponta do pé. Quando você precisa usar o cambio ou o freio, simplesmente mova para o calcanhar, e então quando não estiver usando os comandos, mova para perto da ponta do pé novamente. Quando você estiver pilotando, você deveria usar esta técnica frequentemente mudando o pé para frente e para trás. Esta regra é para quando estiver sentado ou em pé.

Os benefícios são: adiciona uma junta à suspensão do seu corpo (a junta do calcanhar) para um melhor tato e movimento, o seu pé não irá pegar no chão nas ondulações ou ser arrancado da pedaleira, e você não irá acertar os comandos por acidente. A unica excessão é se você for pousar muito forte, então voce deve pisar com o meio do pé para não quebrao calcanhar. Esta é uma das técnicas que você tem que pensar e treinar isoladamente.

#3 Arrastar o freio trazeiro irá evitar que a roda trazeira pule tanto em certos obstáculos

Quando um iniciante entra em apuro, como quando a roda trazeira pula muito alto, ele normalmente congela e espera o que pode acontecer. Uma coisa que se pode fazer para evitar este efeito de pulo é pisar no freio e arastar a roda trazeira quando você pensar que a roda trazeira vai pular pra cima. Isto ajuda a segurar a suspensao trazeira firmemente e reduz significantemente o pulo da roda trazeira.
A próxima vez que você ver que irá acertar uma ondulação mais rápido do que você esperava, pise ou arraste o freio trazeiro e você irá ver o quanto segura a trazeira no chão. Esta é mais uma boa razão para você saber usar o freio trazeiro de qualquer posição que estiver na moto, porque neste caso, você estará com seu peso para trás.

#4 Você não precisa usar a embreagem quando reduz a marcha

Alguns pilotos inexperientes usam a embreagem para reduzir marchas e então simplesmente seguram aembreagem conforme entram na curva. Usar a embreagem para reduzir não é necessário e impossibilita o uso do freio motor.
É necessário que se use a embreagem para aumentar a marcha porque a transmissão está sob torque da força do motor. Mas há muito pouco torque nas engrenagens quando o acelerador não está em uso, e você está diminuindo a velocidade. Então, deixe a embreagem de fora quando estiver reduzindo ou freiando para uma curva.

#5 Mãos e posição do cotovelo. Mantenha o cotovelo levantado e longe da sua cintura

O piloto está abandonando muito controle quando usar um estilo de segurar as manoplas com o braço reto e seu antebraço paralelo ao chão como se estivesse com o braço sobre uma mesa de colégio. Desse jeito não há as corretas forças de alavanca entre o tronco do corpo e a moto. Também é mais difícil acelerar.

Punho alto e cotovelos levantados possibilitam ao piloto ter total controle sobre o acelerador em qualquer posiçãode corpo na moto. Esta técnica também dá a você o correto fator de alavanca de força entre você e a moto, entre todas as posições de corpo sobre a moto.

#6 Posição do corpo para acelerar e freiar.

Quase sempre quando acelerar mantenha o seu peso para frente, e quando freiar mantenha seu peso para trás. Quando você não fizer isto corretamente, acaba com o peso do seu corpo no lugar errado na hora errada. Isto pode fazer você perder o controle, e fazer mais força do que precisa.

A maioria do tempo quando você acelera, precisa deitar-se para frente no sentido da força de aceleração, e quando freia precisa mover o corpo para trás, para ir contra a força de frenagem. Isto permite que sua posiçãode corpo mantenha um centro de equilíbrio. A moto e você tornam-se uma peça única e você pode ter melhor controle. Não fique como uma estátua. Acostume-se a mover-se na moto.

# 7 O que fazer com seu pé de dentro em uma curva.

Aponte o seu pé de dentro da curva para o local da curva onde você vai parar de freiar, e começar a acelerar, e coloque-o na pedaleira o mais rápido possível. O erro comum aqui é abrir o pé para a curva muito cedo. Muitos pilotos fazem isso para ajudar com seu equilíbrio. Eles estão fazendo o erro de usar a perna como um contra peso. Então depois que fazem a curva, mantém o pé aberto por muito tempo. Isto faz com que a maioria do seu peso esteja no banco, o que faz as ondulações de aceleração baterem na sua bunda.

O jeito correto é colocar o pé pra fora o mais tarde possível. Esta é a parte da curva onde você vai parar defreiar e começar a acelerar. Eu chamo isso de EXIT DEX. Mantenha seu peso abaixado, nas pedaleiras, e use os controles e sua parte de cima do corpo para controle e contra peso.

#8 O movimento de remador.

Sincronize o movimento de remador do seu corpo com a compressão e retorno dos obstáculos da pista. Você precisa se movimentar para trás conforme o pneu traseiro tenta pular pra cima.

Muitos pilotos simplesmente pilotam através de ondulações, e nunca tentam sincronizar como eles pressionam ou não a suspensão. Então a moto acaba pressionando o piloto sozinha. Esta técnica requer boa antecipação. Você tem que antecipar onde irá pressionar ou não a suspensão da moto, para ajudar na compressão e no retorno, para faze-la comprimir, pular, voar, e pousar exatamente como e onde você quer. Não é somente um movimento reto pra cima e pra baixo. Enquanto você está ajudando a suspensão a comprimir e retornar, você tem que se movimentar para frente e para trás para manter a moto em um certo nível. Aprenda a fazer isto corretamente, porque eu garanto, vai ser bom, e você vai viver mais.

#9 Quão longe olhar adiante

Olhe longe o suficiente para se preparar para o que está por vir. Se você não consegue ver, por causa de um obstáculo, lembre-se o que há lá. O erro mais comum é olhar muito perto da roda da frente e não na frente o suficiente. Não corra a pista de 3 em 3 metros. Corra de seções em seções e una as seções com um objetivo. Quando feito da forma correta, é uma arte, e quando você vai além disto, se torna uma mágica.

Sua visão deve sempre estar visualizando a pista à sua frente, focando em coisas importantes, então focando na próxima coisa mais importante, e assim por diante. Você deve pilotar com este foco principal e sua visão periférica. Ajeite-se e estarás na linha correta antes da hora. E se você estiver tentando passar alguém, olhe além dele, não olhe ele. Você não pode ganhar corridas seguindo pessoas.

#10 O freio dianteiro e as curvas com paredão

Quando estiver segurando o freio dianteiro ao entrar em uma curva, isto não irá somente diminuir a velocidade, mas também firmar a moto no paredão e fazer uma curva mais afiada. O erro comum aqui é soltar o freio dianteiro muito cedo. O piloto pensa que já diminuiu suficientemente para o paredão então ele solta o freio da frente. Neste momento ele está dando uma boa chance para a roda dianteira passar por cima do paredão ou cava.

Um pró irá manter o seu dedo no freio da frente até começar a acelerar. Então ele automaticamente solta o freio. Isto significa que ele tem habilidade para levemente frear com o dianteiro, até estar pronto para sair do paredão com força. Quando você esta deitando em um paredão e freia com a frente, diminui o angulo do guidão, diminui a veloc. da moto, e faz ela curvar mais afiada. O benefício é que você pode entrar no paredão mais rápido e ainda assim ficar no paredão. Aprenda a levemente usar o freio da frente e o acelerador junto num EXIT DEX (momento que para de freiar e começa a acelerar) em curvas com paredão e você nunca mais vai passar por cima de um paredão novamente.

Ver tópico completo no fórum