KXF 250 - 2011 - Impressões

apalareti:

Galera, como havia prometido, após 5 horas de uso resolvi escrever um pouco sobre a KXF 250 2011. Só não vou me aprofundar muito na suspensão pois essa ainda estou acertando para o enduro, mais pra frente volto aqui para comentar.

Ciclística: Não sou daqueles que já andaram em todas as marcas e modelos possíveis e imagínários, pra falar a verdade andei em poucas motos, mas uma coisa ficou muito marcada... A CRF 250R 2006 estava em 1º lugar disparada neste quesito. Nunca havia conseguido fazer curvas tão bem como com esta moto. Tive depois disso uma YZ 250 2001, e uma YZF 250 2006, essa última com race tech inclusive, mas mesmo assim nada se comparava com a CRF. Pois bem, gostaria muito de andar com a CRF 250R 2011 para poder tirar a prova, pois a KXF dobra com uma facilidade impressionante, acertei curvas no primeiro contato que tive com a moto, que só havia conseguido com a CRF 250.
As revistas especializadas dizem que a KXF 2011 recebeu modificações no quadro que a deixou mais maleável, e isso realmente fez grande diferença, ao menos é o que comentam os testadores profissionais sobre a evolução comparada ao modelo 2010.
O lance é que a moto me conquistou, dá pra abusar muito nas curvas, e mesmo quando passamos do limite ela ainda te permite o que imagino ser uma última correção. hehehehehehehe... Me impressionou muito, só não sei dizer se mais ou menos que a CRF. Enfim, meu grande medo de não comprar honda era esse, agora não existe mais, estou realmente feliz nesse quesito.

Motor: Todos falam que a moto é mais forte que as concorrentes, e sinceramente, para mim, que pretendo fazer enduro, isso no máximo tiraria pontos na hora da escolha. Mas logo no primeiro contato para amaciar o motor, minha percepção foi outra, fiquei alucinado com a baixa e média desta moto, muito boa. Talvez eu pilote ela sempre como se estivesse eternamente amaciando. A tocada em baixa e média no enduro é o que tem de melhor, muito mais eficiente, nada de ficar brigando com a moto ou sofrendo em trechos de baixa tração. Ela empurra sempre de modo muito eficiente, sem sustos, e sempre com vontade de crescer. A alta... rapaz, sinceramente esse conceito de baixa, média e alta ficou um pouco confuso depois da injeção eletrônica.

Injeção: A moto liga fácil, fato, desde que já tenha sido ligada alguma vez, e que não tenha ficado muito tempo desligada, pois tudo dependerá da carga que estiver no capacitor, caso contrário, pode pedalar bastante até carregar. Na prática falta o teste principal, cair, levantar, e tentar ligá-la rapidamente, esse eu ainda não fiz, mas tenho certeza que não faltarão oportunidades hehehehe...
O sofware disponível para configurar a injeção e a ignição são muito simples de usar, e já vem com alguns mapas para dar uma idéia do que fazer. Valeu Orlando!!!! obrigado por emprestar e explicar como funciona.
O funcionamento... logo de cara estranhei uma descida cheia de buracos, e derrepente um movimentozinho que seria insignificante para qualquer carburador, despertou o motor e me deu um susto, fazendo a moto tracionar em cima da curva. Isso se repetiu novamente neste final de semana, creio que terei que aumentar a folga do acelerador, o qual de praxe eu costumo deixar perto do zero.
Acelerando é uma maravilha, não tem caroço, buraco, gap, ou qualquer outro apelido que se dê aquelas indecisões do veterano carburador. Na injeção tudo é sempre muito liso e previsível, acho que por isso o conceito de baixa, média, e alta ficaram confusos, pois não se sente mais os estágios, parece uma coisa só. O fato é que vai muito bem do mais baixo giro, até o final... será que cheguei no final, sinceramente creio que não... ao menos ainda não escutei o glaglaglaglagla típico do corte de giro.
Resumindo, o motor e injeção são tão eficazes (eficiente não traz tanto resultado quanto o eficaz) que ainda não briguei com a moto em alta, não sei se a alta não existe, se é curta como já comentaram, ou se minha pilotagem realmente dispensou ela por completo, ou se uso ela e nem me dei conta. Talvez a alta tivesse virado sinônimo de briga com a tração.
Na minha ex YZF 250 a alta era fundamental para subir os morrões mais ingremes, e já era rotina brigar com as destracionadas e escapadas laterais por conta das erosões. De KXF não cheguei nesse stress, o fato é que me sinto menos lento, mais liso, e mais amável com o motor, e ele comigo. Por enquanto é só Love, só love... só love, só love...

Suspensões: Bom aqui serei mais breve, pois de cara vi que a suspa é muito boa para o MX, e muito dura para o XC ou enduro, então já tasquei chave nela e comecei a alterar a genética.

"Ooooo saudade das Race Tech"...

Ainda não consegui testar corretamente, mas já tenho impressão de que ela vem com pouco óleo externo, não abri para comprovar, é só uma dedução pelo comportamento, vou testar e depois falo melhor.
A garrafinha do amortecedor traseiro agora recebe a carga de nitrogênio por agulha, mi fu... vou ter que comprar mais ferramentas. No amortecedor traseiro não vi novidades.
No dianteiro a coisa é muito diferente, esse sistema que separa mola e válvula é um show a parte, primeiro pela praticidade em se preparar a suspa, pois agora basta mecher em apenas uma bengala. A válvula me pareceu igual a qualquer outra original, porém com uma genética mais vitaminada, confesso que olhando fiquei meio decepcionado, vamos ver mais pra frente com a prática, mas já vale a facilidade de ser uma só.
A compressão de mola vai dar o que falar, pois até então quase ninguém mexia nisso, agora poucos tem conhecimento pra isso...hehehehe... Bom, o fato é que é um grande avanço e vou tentar explicar porque:
Pegue dois pilotos, um com 70 kg, e outro com 90kg. Sabemos que as motos são em média projetadas para um pilto de 80kg (esse tá feliz com qualquer suspa). Então vamos acertar o SAG traseiro. Ai senta o cara de 70 e vc vai lá e solta a mola para chegar no sag de 100mm. Legal né! Não... Acontece que a moto ficou desequilibrada, pois ela era pra ser usada por um piloto de 80 ai vc solta a mola, quando vc se comprime a moto agora a traseira afunda mais que a frente, o resultado é uma moto desequilibrada.
Pega agora o cara de 90kg (eu infelizmente estou acima disso ainda heheheheh), aperta a mola até sair sangue, o cara pula sobre a moto e agora é a frente que afunda mais que a traseira, desequilíbrio novamente.
Na SFF isso deve ser resolvido, falo que deve pq essa regulagem tem limites, são 60 cliques, e agora a gente pergunta por ai como eu regulo isso, e a resposta é: vai clicando pra ver como fica bom... hehehehe.... o fato é que medir a suspa dianteira é quase impossível, ali existem muitos fatores que atrapalham e cada hora te apresentam um resultado diferente.

Bom, não gosto disso, quando eu descobrir um método melhor que o meu olhômetro eu aviso, por enquanto estou na fase de testes e não conclui quase nada... A não ser que os parâmetros do Polaco que diz 80mm na suspa dianteira está completamente furado, pois a KXF vem com 60mm e não consegui chegar nem no 70mm quanto mais no 80. hehehehehe E olha que eu com equipamento estou nos 105kg.

Eu já estava me esquecendo, as canelas tem um tratamento de nitreto de titânio sobre o cromo que além de diminuir o atrito, deixam elas lindas, com cara de suspa oficial.

Uma outra coisa muito legal, ao menos pra mim que sempre detestei... Essa moto não tem torneirinha. hehehehehe não precisa ficar lembrando de girar ela mais.

Bom galera, é isso, lembren-se que é a opnião de um roia ok.

Editado pela última vez por apalareti em 29 Agosto 2011 à14 18:51, em um total de 3 vezes.
ROGERIO-RS:

Show de comentario ,valeu! joia::: joia:::

joaogabriel:

Ae show de bola, mais um piloto feliz! realmente só se escuta falar bem das kawas 2011, chique demais a moto

isaque junior:

Muito bom o comentario!!
Felicidades com a motoca.

Matsui:

muito bom apalarete! que essa moto te traga muitas andanças boas!!!! aplauso:: aplauso:: aplauso:: aplauso::
uma duvida: não sei se entendi certo, mas de um lado da bengala tem só a mola e do outro lado só as valvulas ? doeu::

OrlandoMX:

Boa Pala, deixa eu acrescentar, e o Murilo tb pode dar umas opiniões.

Bom quanto a alta do motor dela realmente parece curto, mas isso é pq temos como comparação a Honda q tem 250 com altas grandes q crescem, já a Kawa chega na alta e acaba, pra entender é basicamente que a moto não berra na alta , já logo corta, mas a subida de giro de baixa pra alta é rapido fazendo a moto ganhar velocidade, então tem q jogar marcha, as suspas eu achei pro mx muito redonda, pode ser pelo meu peso, 70 e poucos kilos, eu só acertei o sag da traseira pro meu peso e fui equalizando a dianteira pra trabalharem juntas, são bem firmes, e se adaptam muito bem a uma tocada intermediaria.

Sem duvida a melhor moto pra mx original q ja tive e andei !!!

Matsui da uma olhada na foto q da pra entender:

Imagem
Imagem

Guilherme 2T:

Belo cometário!!

E parabéns pela moto!! agora só acelerar bastante!

Agora, te dou uma dica, pelo menos na minha está funcionando, se ela ficou a semana inteira parada, eu baixo o pedal 3x, só baixo sem fazer força, na querta vez dou uma pedalada com um pouco mais de vontade e a moto liga, e o melhor já afinada!!

Gargamel:

Massa cara, injeção é o que há.
Um salto nas gerações de motos pra qualquer marca.

PauloJ:

Muito legal o depoimento. Dá vontade de copiar a solução: quadro e motor a gente compra, suspensão a gente ajeita.

Pala vc vai manter o pneu traseiro original 100/100 no enduro? Não ficou faltando aderência no molhado ou pedras, por exemplo?

Olha lá que eu estou fechando a boca e uma hora chego nesses 105Kg com equipo...

[]s,

Paulo

apalareti:

Gargamel escreveu:Massa cara, injeção é o que há.
Um salto nas gerações de motos pra qualquer marca.
Valeu galera.

Verdade Garga, uma nova página.

apalareti:

Guilherme 2T escreveu:Belo cometário!!

E parabéns pela moto!! agora só acelerar bastante!

Agora, te dou uma dica, pelo menos na minha está funcionando, se ela ficou a semana inteira parada, eu baixo o pedal 3x, só baixo sem fazer força, na querta vez dou uma pedalada com um pouco mais de vontade e a moto liga, e o melhor já afinada!!

Valeu pela dica.

apalareti:

PauloJ escreveu:Muito legal o depoimento. Dá vontade de copiar a solução: quadro e motor a gente compra, suspensão a gente ajeita.

Pala vc vai manter o pneu traseiro original 100/100 no enduro? Não ficou faltando aderência no molhado ou pedras, por exemplo?

Olha lá que eu estou fechando a boca e uma hora chego nesses 105Kg com equipo...

[]s,

Paulo
Por enquanto sim. Pneu 110 só na época das chuvas, no seco não ajuda.

GELOUS:

Parem de fazer vontade em mim seus requenguelas!!!

ROGERIO-RS:

Previsões indicam que GELOUS ficara verde até ofim do ano, aguardem !

Vidigal:

muito bom o relato da moto!! ja tinha vontade de uma, agora mais ainda palmas:: palmas::
é isso ai, aproveita a motoca e vai informando a gente da suspensao..abraço!!

ale primo:

Sinceramente, não vou ter outra opção. Volto pras Kawas.
Espero ter tempo de testar umas por ai.rsrsrsrs
Mas essa de ficar sem a alta eu vou dançar. Gosto de usa-la, por ser mais lerdo.

Mas o que ta pegando mesmo.
2011 ou 2012?????????????????????????????????
Já tem 11 oficial por 22900.
As 12 chegam semana que vem por 25.

Bão, vou monitorando.........o certo mesmo pra mim seria comprar em fevereiro ou março.

zambapower:

ale primo escreveu:Sinceramente, não vou ter outra opção. Volto pras Kawas.
Espero ter tempo de testar umas por ai.rsrsrsrs
Mas essa de ficar sem a alta eu vou dançar. Gosto de usa-la, por ser mais lerdo.

Mas o que ta pegando mesmo.
2011 ou 2012?????????????????????????????????
Já tem 11 oficial por 22900.
As 12 chegam semana que vem por 25.

Bão, vou monitorando.........o certo mesmo pra mim seria comprar em fevereiro ou março.

Ja tem 11 oficial por 22.900 ??

aqui em sc ainda e 25.500

PauloJ:

ale primo escreveu:Já tem 11 oficial por 22900.
As 12 chegam semana que vem por 25.
Poxa, interessou pra copiar o Pala, tá me parecendo melhor negócio que 24 na GG 2T... com R$1 a 2K a a mais, a gente muda o que quiser mudar na suspensão e pronto.
Na imprensa dizem que a 2012 tem injeção dupla pra melhorar a alta, balança mais curta e molas dianteira e traseira mais duras. Pra quem vai usar no enduro, 2011 é até melhor!
Esses preços que vc mencionou são da Bike Box?
[]s,
Paulo

Editado pela última vez por PauloJ em 30 Agosto 2011 à43 14:27, em um total de 1 vez.
ROGERIO-RS:

A gente ve falar muito que moto de mx não em muita baixa e pra trilha fica ruin em trechos travados,mas pelo que vc ta falando a kx mudou esse conceito ?

Zenha:

Eu só andei nesta moto em pistas de Mx , mas eu gostei muito , teria uma facil , facil ...