Tá difícil arrumar moto pra patroa. Mexo de novo na CRF230?

Mexo de novo na CRF230 da patroa?

Sim, ela merece, tente mais uma vez
12
36%
Não, melhor desencanar porque piloto fraco sempre culpa a moto
4
12%
Sim, o mecânico merece, deixe ele desfazer as bobagens que o outro fez na suspensão
3
9%
Não, melhor trocar a moto dela por uma especial mais nova
3
9%
Sim, bota logo uma suspa de especial cabrita de origem duvidosa
1
3%
Não, pra quem até outro dia andava de NX200 a CRF tá boa demais
2
6%
Sim, afinal quem é que manda?
5
15%
Não, moto é coisa de macho, bobagem insistir
3
9%
 
Total de votos: 33
PauloJ:

negativo:: negativo::

Que dureza!

Deixei a patroa ficar com a minha KTM 250 4t velhinha mas lindona e ela adorou. Só que quando pegamos uma trilha travadona a coisa azedou porque a Katinha é de correr, não de passear.

Pra encarar sufoco com ela é acelerador forte e muita embreagem. Patroa tá acostumada com o tototó inafogável da CRF230 (na verdade 260) e não conseguiu pegar a manha da Katinha nervosinha.

Resultado fizemos campanha pra ela voltar a andar com a CRF, e ela voltou. Mas vive reclamando que cansa o braço, que o freio não é igual, que isso e aquilo...

E agora?

x
fabio blanco:

Paulao , votei na 1 opçao , pois se com Kati ela ja nao aguenta, nao adiantaria outra especial , o negocio e mexer na 230 !!!!
Ou uma outra opçao AJP PR4 !!!!!! joia::: joia:::

Gato a Jato #53:

e além do que o fabio já falou, acho também que ela tem de se acostumar de volta com a crf, porq por mais que mexa e gaste, nunca vai ficar igual a kati...

Ricardo:

Eu acho que vale a pena dar mais uma mexida na 230, o freio não acho que seja o problema, claro que o da KTM é bem melhor, mas pro uso que ela vai ter o original trabalha super bem..

Talvez uma suspensão invertida de 85 ou 125 na dianteira? Resolveria com certeza o problema dos braços... joia:::

PauloJ:

fabio blanco escreveu:Paulao , votei na 1 opçao , pois se com Kati ela ja nao aguenta, nao adiantaria outra especial , o negocio e mexer na 230 !!!!
Ou uma outra opçao AJP PR4 !!!!!! joia::: joia:::
Sei não Fabião, especial mais nova talvez tenha alguma facilidade... em 2002 a KTM só fazia um modelo 4t, o nome era "EXC Racing" e a intenção era botar pra quebrar sem fazer (tão) feio perante as 2T que predominavam. Agora fazem quatro modelos 4t diferentes. Os de enduro são bem mais suaves que os de cross, talvez os de XC estejam no meio termo.

Eu comprei uma 450EXC 2008 (aquela que emplaca em alguns países, vem com setas etc.), com ponteira e carburação originais parece uma moto de passeio... ok torça o cabo e fique em cima se for capaz, mas acelerando de leve parece um Landau.

E essas especiais "não top", tipo AJP, custam novas o mesmo que eu paguei na 450 usadinha... será que eu enviúvo?

PauloJ:

Ricardo escreveu:Eu acho que vale a pena dar mais uma mexida na 230, o freio não acho que seja o problema, claro que o da KTM é bem melhor, mas pro uso que ela vai ter o original trabalha super bem..

Talvez uma suspensão invertida de 85 ou 125 na dianteira? Resolveria com certeza o problema dos braços... joia:::
Valeu a dica Ricardo, será que é fácil achar em bom estado? Tb achei que reclamar do freio foi meio além da conta...
Gato a Jato #53 escreveu:e além do que o fabio já falou, acho também que ela tem de se acostumar de volta com a crf, porq por mais que mexa e gaste, nunca vai ficar igual a kati...
Esse é o perigo né... querer "construir" uma KTM em cima da CRF230. E na hora de vender, tanto faz se gastou ou não, vale a mesma coisa...

Sabe que nas primeiras vezes que andei com a Kati 250, eu reclamei justamente de cansaço nos braços? Ou seja, me cansava menos levando a Tornado (bem preparada, é verdade).
http://www.lidermotos.com.br/forum/view ... 12&t=27544" onclick="window.open(this.href);return false;

Ricardo:

PauloJ escreveu:
Ricardo escreveu:Eu acho que vale a pena dar mais uma mexida na 230, o freio não acho que seja o problema, claro que o da KTM é bem melhor, mas pro uso que ela vai ter o original trabalha super bem..

Talvez uma suspensão invertida de 85 ou 125 na dianteira? Resolveria com certeza o problema dos braços... joia:::
Valeu a dica Ricardo, será que é fácil achar em bom estado? Tb achei que reclamar do freio foi meio além da conta...
Gato a Jato #53 escreveu:e além do que o fabio já falou, acho também que ela tem de se acostumar de volta com a crf, porq por mais que mexa e gaste, nunca vai ficar igual a kati...
Esse é o perigo né... querer "construir" uma KTM em cima da CRF230. E na hora de vender, tanto faz se gastou ou não, vale a mesma coisa...

Sabe que nas primeiras vezes que andei com a Kati 250, eu reclamei justamente de cansaço nos braços? Ou seja, me cansava menos levando a Tornado (bem preparada, é verdade).
http://www.lidermotos.com.br/forum/view ... 12&t=27544" onclick="window.open(this.href);return false;

Com certeza acha sim... joia:::

Sobre cansaço, acredito que seja meio normal uma mulher sofrer com a importada pra ser sincero, afinal elas demandam muito mais energia do piloto do que a 230 (como tu mesmo disse), e sabemos que elas não tem tanta força ou resistencia. E ainda assim tem muito marmanjo que não se adapta de especial também hehe

Matsui:

paulao e a sua ktm 450 ela ja andou se deu bem? eu perfiro as 450 sao muito mais faceis de andar na trilha principalmente as cascudas com baixa tracao, meu ponto de vista baseado nas minhas trilhas aqui,

se ela nao se deu bem na sua 450 eu acredito que a solucao mais em conta seria ela voltar pra uma 230 mesmo ja que vc gostou da polaco motors, leva ela la e poe tudo que ele vende la.

PauloJ:

Matsui escreveu:paulao e a sua ktm 450 ela ja andou se deu bem? eu perfiro as 450 sao muito mais faceis de andar na trilha principalmente as cascudas com baixa tracao, meu ponto de vista baseado nas minhas trilhas aqui...
Matsui, não andou e se andar no fácil, vai apaixonar. Mas no enrosco a 450 precisa ser mais respeitada. Ferve fácil, só liga em neutro, meia dúzia de partidas engatada ou junto com a ventoinha funcionando e tchau bateria, e o pedal é pesado. Não estou me queixando, é só entender os limites e ajustar o procedimento, estou bem feliz com a moto. Mas quem não fizer isso vai sofrer e dar trabalho.

Uma 300 4t injetada seria o brinquedo ideal. Mas não vou comprar moto nova.

Ou então adaptar o motor "aceito qualquer desaforo" da CRF230-260 num chassi especial... opa, mas isso são as AJP, Mormaii...

superagro:

Acho que a solução pra sua mulher é uma AJP PR4, freios e suspensões bem melhores que a 230, levinha e bem compacta, tem a questão do preço mas já deve achar usada com preço mais camarada.

rallyman:

Só pode ser isso:
Sim, o mecânico merece, deixe ele desfazer as bobagens que o outro fez na suspensão

PauloJ:

superagro escreveu:Acho que a solução pra sua mulher é uma AJP PR4, freios e suspensões bem melhores que a 230, levinha e bem compacta, tem a questão do preço mas já deve achar usada com preço mais camarada.
Xiii Super, a patroa saindo da KTM250 para a CRF230 com preparação (260+cdi+comando+ponteira) já reclama que não anda igual (não anda nem perto he he...), imagine se pegar o 200tinho da PR4... tem que ser pelo menos o 250 da PR5.

Racionalmente qualquer motor de 200 em diante resolve o problema. Mas tenho certeza que ela não vai tomar gosto...
Ricardo escreveu:
PauloJ escreveu: Sabe que nas primeiras vezes que andei com a Kati 250, eu reclamei justamente de cansaço nos braços? Ou seja, me cansava menos levando a Tornado (bem preparada, é verdade).
http://www.lidermotos.com.br/forum/view ... 12&t=27544" onclick="window.open(this.href);return false;
Sobre cansaço, acredito que seja meio normal uma mulher sofrer com a importada pra ser sincero, afinal elas demandam muito mais energia do piloto do que a 230 (como tu mesmo disse), e sabemos que elas não tem tanta força ou resistencia. E ainda assim tem muito marmanjo que não se adapta de especial também hehe
Tem uma informação importante faltando aí, me lembrei. Entre as primeiras vezes que eu andei com a KTM250 e cansava os braços, e isso parar de acontecer, o Juca Bala e seu super assistente Audrey desmontaram a suspensão inteira... na frente foi limpar e desemperrar. No amortecedor trocou a tampa que vazava. Reparos All Balls, óleos Motul. Ficou super boa de andar não é porque eu me acostumei, mas sim porque recebeu um senhor trato! aplauso:: aplauso::
rallyman escreveu:Só pode ser isso:
Sim, o mecânico merece, deixe ele desfazer as bobagens que o outro fez na suspensão
Rally, toda vez que o Juca me recomendou mudar alguma coisa e eu fique 3 meses experimentando algo diferente do que ele falou, acabei voltando lá e pedindo para fazer exatamente o que ele tinha dito antes. E o camarada já me falou umas duas vezes "eu arrumo essa suspensão, deixa ela aqui..."

Assim como tinha falado antes: "não passe a 250 pra patroa que não vai dar certo!" Às vezes a gente perde tempo não ouvindo quem sabe, demora pra cair a ficha...

Caso encerrado, a CRF vai pra reforma de suspensão. Tomara que entre Cuesta e Sertões, dê tempo.

Marcio Juliano:

Só o fato dela querer acompanhar nas trilhas já faz dela uma merecedora....
opções...
da uma verba para ele e ela compra a moto que achar melhor...
da mais um UP na 230...
compra a wr125 do bruno...
arruma uma agrale para ela fazer uma trilha... aposto que ela vai se apaixonar pela 230

PauloJ:

Marcio Juliano escreveu:Só o fato dela querer acompanhar nas trilhas já faz dela uma merecedora...
Verdade né Márcio? Sabe que eu já conheci um bom número de trilheiras? A patroa está pra ficar, não é só fogo de palha não.

Abraços,

Paulo

lourenzo:

Marcio Juliano escreveu:arruma uma agrale para ela fazer uma trilha... aposto que ela vai se apaixonar pela 230
Boa estrategia kkkkkkkkkkk

guisnt:

Com +/- 30k vc pega uma dessa do polaco http://www.crossracing.com.br/crossraci ... s&cod=1291" onclick="window.open(this.href);return false;

kkkk

PauloJ:

guisnt escreveu:Com +/- 30k vc pega uma dessa do polaco http://www.crossracing.com.br/crossraci ... s&cod=1291" onclick="window.open(this.href);return false;

kkkk
Negocião...

Alyssonex:

Se falou muito da moto, mas será que não é o caso de investir um pouco nela também.
Investir em um bom condicionamento fisico.
Um curso de pilotagem para ela utilizar técnica a favor dela e não cansar tanto os braços

Acho que o ponto x da questão não é a moto e sim a pilota.

Vejo atualmente muitas mulheres pilotando e muito bem, quase toda de crf 230.

Temos o exemplo da Sabrina Katana de Minas que corre o minero de regularidade de crf 230, tem também a Ana Cristina Miranda que ta disputando o Brasileiro de FIM e também com a 230. Fora essas mineiras temos também no Sul a Allyne Almeida que corre regularidade e é um cisco e também de 230.
Creio que quase todas essas que citei ai utilizam a moto praticamente original.
Tendo em vista o quanto essas mulheres pilotam e digo pq já vi a Sabrina e Ana correndo, acho que não é a moto.

lourenzo:

Alyssonex escreveu:Se falou muito da moto, mas será que não é o caso de investir um pouco nela também.
Investir em um bom condicionamento fisico.
Um curso de pilotagem para ela utilizar técnica a favor dela e não cansar tanto os braços

Acho que o ponto x da questão não é a moto e sim a pilota.

Vejo atualmente muitas mulheres pilotando e muito bem, quase toda de crf 230.

Temos o exemplo da Sabrina Katana de Minas que corre o minero de regularidade de crf 230, tem também a Ana Cristina Miranda que ta disputando o Brasileiro de FIM e também com a 230. Fora essas mineiras temos também no Sul a Allyne Almeida que corre regularidade e é um cisco e também de 230.
Creio que quase todas essas que citei ai utilizam a moto praticamente original.
Tendo em vista o quanto essas mulheres pilotam e digo pq já vi a Sabrina e Ana correndo, acho que não é a moto.
Pensei a mesma coisa , mas nao sabia como explicar,, eu estou migrando para moto 2t com esse pensamento,, onde terei q me adaptar a moto , tanto em tecnico quanto condicionamento
Ainda mais q estou pensando em começãr a competir , regularidade e alguns FIM,, isso se a motoca nao me desapontar

PauloJ:

Alyssonex escreveu:Se falou muito da moto, mas será que não é o caso de investir um pouco nela também.
lourenzo escreveu:Pensei a mesma coisa , mas nao sabia como explicar...
É isso aí Alysson, Lourenzo, obrigado por apontar. Essas variáveis Condicionamento e Treino não podem ficar fora da equação.

Cadê a Alynne que ainda não se manifestou?

Abraços,

Paulo