Husqvarna adere à ‘Coligação de Liderança Climática’ – CLC

Husqvarna adere à ‘Coligação de Liderança Climática’ – CLC

A Husqvarna lançou a sua primeira moto eléctrica com a EE 5 2020. Embora a moto de MX obviamente não esteja homologada para estrada, significou na verdade um grande passo em frente para a marca de origem suéca.
Para além da electrificação, a Husqvarna reduziu as suas emissões de CO2 em 32% nos últimos cinco anos. O que é mais impressionante é que a empresa também aumentou as vendas em 16 por cento no mesmo período.

A moto de mini-motocross a baterias EE5 de 2020 foi o primeiro passo na mobilidade elétrica, muito em breve reforçada com a scooter E-01 e a E-Pilen
Encorajada pelos seus recentes progressos, a Husqvarna acaba de anunciar que irá juntar-se à ‘Climate Leadership Coalition’ (CLC) para reduzir ainda mais a sua pegada de carbono. Constituída principalmente por organizações da região nórdica, a CLC desenvolve uma política climática regional e global. A adesão permitirá à Husqvarna partilhar as melhores práticas e estratégias com as outras 80 organizações da CLC.

“O trabalho político da CLC será uma excelente forma de participar no diálogo sobre o preço do carbono na UE, que é um importante bloco de construção para cumprir a nossa meta baseada na ciência de reduzir as emissões de CO2 através da nossa cadeia de valor, em linha com o que é necessário para limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C”, disse o Presidente e CEO da Husqvarna, Henric Andersson.

“Estabelecemos uma grande ambição que se estende às emissões que ocorrem quando os nossos produtos estão a ser utilizados. As opiniões de outros líderes e o diálogo com os decisores políticos vão ajudar-nos a chegar lá”.

A mudança para a mobilidade elétrica está dentro dos planos da marca do Grupo KTM. A scooter eléctrica E-01 parece estar pronta um futuro próximo e a empresa continua a desenvolver a plataforma da moto eléctrica E-Pilen. A Huskvarna também implementou a sua própria iniciativa de sustentabilidade com a Sustainovate. Em 2020, a marca lançou a segunda fase do plano e metas mais arrojadas para 2025.

Ao aderir à CLC, a Husqvarna também se compromete a um esforço global para encontrar soluções sustentáveis para a produção e transporte. Certamente veremos a curto/médio prazo o impacto desta estratégia na futura linha de produtos da marca.

Fonte: Motoraid