Paulista de Motocross MX1 MX2 Itararé – SP – 7ª etapa

Paulista de Motocross MX1 MX2 Itararé – SP – 7ª etapa

Redação MotoX.com.br – Texto e fotos: Lukão Garcia

No último final de semana, dias 07 e 08, o Campeonato Paulista de Motocross MX1 MX2 entrou na reta final, se aproximando da decisão dos títulos. A sétima etapa, com pontuação dobrada, garantiu a posição na temporada para alguns pilotos, mas muitas categorias ainda estão em aberto e terão que aguardar a final em Porto Feliz (SP).


João Vitor Cardeli

Na MX1, a briga esquentou: Daniel Caputo largou na ponta, porém durante a prova foi superado por João Vitor Cardeli que após assumir a liderança abriu boa vantagem em relação a Caputo. Luiz Saron andou forte na parte final e chegou a tirar boa parte da diferença em relação ao vice, mas não o suficiente para tentar um ataque, terminando a prova em terceiro. Em corrida tranqüila, Vitor Paiotti terminou em quarto e Mauro Faria em quinto.


Leonardo Souza

Pela MX2, Leonardo Souza teve a companhia de Pedro Tavernaro praticamente em toda prova e mesmo pressionado conseguiu manter-se concentrado para vencer a bateria. Tavernaro ficou em segundo com ótima vantagem em relação a Sérgio Caputo que superou Juan Pablo Rocha para ocupar o terceiro lugar do pódio. Alan Carvalho terminou em quinto.


Pedro Tavernaro

Já na MX Gold, Tavernaro conseguiu a revanche: o piloto liderou a categoria e superou Leonardo Souza. João Vitor Cardeli não teve a companhia de ninguém por perto e andou sossegado no terceiro lugar. Vitor Ajudante terminou em quarto.


Heriko Gonçalves

Pela MX4, o sorocabano Heriko Gonçalves dominou a bateria de ponta a ponta e com uma tocada segura não deu chance ataques. Diferente da segunda posição que só foi decidida nas voltas finais após muita insistência de Eduardo Balan que superou Wesley Kappke. Os dois abriram uma grande distancia do quarto colocado Edson “Tatu” Costa. Sérgio Caputo desbancou Valdir Bonoto pela quinta colocação e completou o top 5.


Emanoel Dias

Na Intermediária, Emanoel Dias levou a melhor sobre Frederico Oliveira depois de uma disputa acirrada pela liderança. Com mão firme, Werinson Melo andou sozinho na terceira posição. E Leonardo Chuaste teve trabalho até a metade da prova para conquistar a quarta posição com Carlinhos Santos ficando em quinto.

João Vitor Cardeli demonstrou que está muito bem recuperado da lesão que sofreu no começo do ano e dominou a primeira posição da MX3. Luiz Saron, também retornando de um período de recuperação, teve trabalho com Vitor Paiotti no começo a prova para conquistar a segunda posição. Aproveitando o embalo, Heriko Gonçalves também superou Paiotti e ficou em terceiro. Paiotti terminou em quarto e Wesley Kapple defendeu o quinto lugar de Eduardo Balan, sexto.


Valdir Bonoto

MX5 teve como vencedor Valdir Bonoto e Pedro Mariozi, vice-líder. Na mesma bateria, a vitória da MX6 ficou com Júlio Maimone. Com o segundo posto, Luiz Moura entrou na briga pelo título da categoria junto com Sandro Silva que ficou com a quinta colocação na prova.


Luiz Afonso

Com adesão de muitos mini pilotos, a 50cc teve Luiz Afonso levando a melhor contra Gabriel Piedade e vencendo a bateria. Matheus Godoy ficou na terceira posição. Pedro Bernardo não arredou o pé da quarta colocação, deixando o quinto posto para Luis Gustavo Candido. Pela 65cc, Francisco Paula não teve dificuldades em vencer. Com um bom ritmo, Daniel Bernardo terminou a prova em segundo e Vitor Povedano assegurou o terceiro posto com Gustavo Andrade em quarto.

Outro que sofreu forte pressão em toda a prova, mas conseguiu a vitória foi Raul Povedano na categoria Júnior. Juan Pablo Oliveira partiu com tudo pra cima do líder, mas teve que se contentar com o segundo posto. Davi Kapple ficou com o terceiro lugar. Rildo Silva com um bom ritmo de prova terminou em quarto com Leonardo Lima em quinto.

Julia Freitas venceu a categoria MXF com Laís Candido em segundo.

O piloto de Riversul, José “Pitio” Faustino foi o destaque para as principais categorias de motos nacionais vencendo a MXN e a MXN Gold. Largando bem e com regularidade, Pitio não deu chance para ninguém se aproximar para disputar a ponta da MXN. Pela segunda posição, a briga foi emocionante e durou até a última curva da bateria: Pedro “Paraná” e Thallys Bueno alternaram na posição até que Thallys assumiu o segundo posto e, na ultima curva da prova, o piloto caiu com Pedro “Paraná” levando a melhor. André Vieira fechou com a quarta colocação, seguido de Bruno Moura.


José Pitio

Na MXN Gold, o cenário se repetiu…em partes: Pitio Faustino dominou a prova na primeira posição, enquanto Thallys Bueno pode dar o troco, conquistando a segunda posição com distância em relação a Pedro “Paraná”. Andre Vieira repetiu o bom desempenho na MXN e o resultado, com o quarto lugar. Vitor Ajudante terminou em quinto.


Rildo da Silva

Pela MXN3, Rildo da Silva manteve uma tocada segura para vencer a bateria. Luiz Rodrigues bem que tentou tirar a vitória de Rildo, porém não teve chances de tentar um ataque definitivo. Em corrida de recuperação, devido a uma queda após a largada, Rodrigo “Tatu” Costa ficou com o terceiro lugar. Werinson Melo segurou a quarta colocação deixando Davi Kapple em quinto.


André Vieira

Mantendo a boa temporada, André Vieira ficou com a vitória na MXN2. Mauro Faria fez o segundo lugar sem ser incomodado por Bruno Santos que ficou em terceiro. Bruno Lodez manteve um bom ritmo e conquistou o quarto lugar. Raul Povedano completou o pódio em quinto.

Ao final da prova João Cardeli, presidente da FMESP, agradeceu a todos envolvidos pela realização do evento, principalmente a Prefeitura que deixou à disposição da organização local os maquinários necessários para a construção da pista. Não faltaram também agradecimentos a Borilli Racing e a America Sports pelo apoio ao campeonato.

A final está programa para o dia 6 de outubro em Porto Feliz.

Fonte: Motox