Paulista de Motocross MX1 MX2 – Porto Feliz – SP – Final

Paulista de Motocross MX1 MX2 – Porto Feliz – SP – Final


Mais um campeonato conheceu os campeões 2019: a decisão do Paulista de Motocross MX1 e MX2 aconteceu em Porto Feliz (SP) neste último final de semana, dias 19 e 20. Rafael Zenni roubou a cena vencendo três categorias – MX1, MX3, MX Gold. Mas as categorias nacionais também chamaram a atenção, já que o equilíbrio foi o ponto alto das disputas.


Heriko Gonçalves

A MX4 abriu o dia de competições. O líder da categoria Heriko Gonçalves, largando bem, liderou a prova de ponta a ponta e cruzou a largada direto para o título. Andando em ritmo próximo ao do líder, Eduardo Tanimoto ficou com o segundo lugar. O piloto de Itapetininga Tales Calazans subiu uma posição em relação à largada e terminou a prova em terceiro. Saindo do meio do pelotão, Eduardo Balan terminou a bateria em quarto à frente de Alex Tevireli.


Frederico Oliveira

Na Intermediária, Heitor Freitas saiu na frente seguido de Renan Martins e Rafael Santos. Saindo da quarta posição, Frederico Oliveira superou as condições da pista e não descansou até assumir a ponta, vencendo a prova e o campeonato. Freitas ficou com o segundo lugar, com Renan Martins em terceiro. Um pouco mais afastados dos ponteiros, Rafael Santos cravou o quarto lugar e Bruno Lopes, o quinto.


Rafael Zenni

Com a disputa empatada entre João Vitor Cardeli e Heriko Gonçalves na MX3, a corrida prometia para saber quem seria o campeão. Mas Rafael Zenni roubou a cena, quando assumiu a ponta da categoria na segunda volta após ultrapassar Rodrigo Guimarães, segundo colocado.

João Vitor Cardeli optou por uma prova sem riscos, na terceira posição, administrando a distância em relação ao oponente Heriko Gonçalves, quarto. Em prova de recuperação, Edson “Tatu” Costa fechou em quinto. A terceira posição foi suficiente para João Vitor Cardeli se sagrar campeão da MX3.


Luiz Moura

Com uma prova consistente e segura, Luiz Moura venceu a MX5. Retornando após um acidente no início ano, Reinaldo “Piu” Pinheiro ficou com a segunda posição seguido de Sérgio “Marreta” Diniz. Completaram o pódio, Sérgio Oliveira e Roberto Sassaki respectivamente Hermínio “Maninho” Oliveira já havia assegurado o título da classe na etapa anterior.


Dalmir Zenni

A segunda posição foi o suficiente para Júlio Maimone ficar com o título da MX6. A prova foi vencida por Damir Zenni, enquanto João Cardeli, Sandro Silva e Roque Colman completaram o pódio.


João Vitor Cardeli

A MX1 foi definida a partir da somatória da categoria e da bateria da MX Gold. A contagem entregou o título para Daniel Caputo. Na bateria da MX1, Rafael Zenni ultrapassou Rodrigo Guimarães ainda na primeira volta e venceu com folga a categoria. Em ótimo, João Vitor Cardeli assumiu o segundo lugar deixando para trás Rodrigo Guimarães. Sentindo dores de uma pancada no joelho durante a prova, Daniel Caputo ficou com o quarto lugar e Pedro Tavernaro terminou em quinto.


Rodrigo Guimarães

Ainda com incômodos no joelho, Daniel Caputo ficou de fora da MX Gold, torcendo para Cardeli não terminar na terceira posição e garantir o titul. A MX Gold começou favorável para João Vitor Cardeli, mas logo Rafael Zenni pulou na frente e disparou na ponta com Rodrigo Guimarães em segundo. A surpresa veio ainda quando Leonardo Gioti ultrapassou Cardeli e empurrou Guimarães para o terceiro posto. Mesmo tentando recuperar, João Vitor Cardeli precisou se contentar com o quarto lugar da prova e o vice-campeonato da MX1. Ramon Alberti ficou em quinto.


Pedro Tavernaro

Mesmo com o título da MX2 já garantido, Leonardo Gioti puxou o cabo e deu trabalho para Pedro Tavernaro, que só descansou quando cruzou a linha de chegada em primeiro. Bruno Perri ficou com o terceiro lugar, depois de passar Ramon Alberti. Stanley Feltrin fechou o pódio no quinto lugar.


Raul Povedano

Ainda nos primeiros minutos da Júnior, Raul Povedano superou Bruno Rodrigues e levou a melhor. Guilherme Nishioro ficou com o terceiro lugar com Leonardo Corte em quarto e Mateus Bernardo em quinto.


Julia Freitas

Julia Freitas andou muito bem e venceu a categoria MXF, enquanto Thalita Torres teve trabalho para ficar com o segundo posto à frente de Bruna Penalva, em terceiro, e Bruna Silva, em quarto.


Luan Leite

Luan Leite superou Daniel Bernardo no começo da bateria e levou a melhor na 65cc. Miguel Zenni, sobrinho de Rafael Zenni, completou em terceiro lugar. Léo ficou com o quarto lugar. Com muitos problemas durante a prova, Vitor Povedano fechou em quinto.


Luiz Afonso

Em uma corrida consistente, Luiz Afonso venceu a 50cc. Gabriel Piedade e Matheus Godoy travaram uma boa disputa pela segunda posição com Piedade levando a melhor. Pedro Bernardo ficou em quarto.

Nacionais


André Augusto Vieira

Fechando com chave de ouro a MXN2, André Augusto Vieira venceu a prova e conquistou o título. Tirando o melhor das condições da pista, Dinho subiu posições até a vice-liderança, com Ulisses “Gege” Amaral ficando em terceiro. Emerson Oliveira, em prova estável, terminou em quarto à frente de Anderson Marcondes.


Rodrigo Tatu Costa

A MXN3 foi a bateria que conheceu vários líderes. Começou com Felipe Nishida na ponta, logo superado por Rodrigo “Tatu” Costa. A situação pareceu definida quando Emerson assumiu a frente e abriu uma boa vantagem. Porém, sua moto não agüentou o ritmo e o fez abandonar a prova. Daí quem assumiu a liderança foi Rodrigo “Tatu” Costa, que aproveitou a oportunidade e ficou com a vitória. Edson Leite pulou para a segunda posição, seguido de Jorge Filho, em terceiro. Em prova estável, Júlio Amaral ficou em quarto com Guilherme Traverim em quinto.


Pedro Paraná Sampaio

Principal categoria de motos nacionais, a MXN, tem o mesmo critério da MX1: o campeão é definido a partir da soma das baterias da MXN e MXN Gold. Na classe a disputa estava entre Pedro “Paraná” Sampaio, com oito pontos de vantagem, e Thallys Bueno.

O primeiro duelo aconteceu na MXN, com constantes trocas de posição até Paraná assumir a ponta com Thallys em segundo. Em terceiro, ficou Andre Vieira segurando muito bem as investidas de Bruno Perri e depois de Eduardo Chuaste. Com problemas Bruno Perri saiu da disputa pelo terceiro lugar. Mesmo insistindo, Chuaste encerrou em quarto lugar. Em uma corrida segura, Ulisses “Gege” terminou em quinto.


Thallys Brito

Abrindo a margem para treze pontos, Pedro “Paraná” entrou cauteloso para a MXN Gold e só precisou que Thallys Bueno não se distanciasse para garantir o título. E foi isso que o piloto de Sorocaba fez: Thallys Bueno assumiu a ponta e não teve dificuldades em vencer a bateria, enquanto Pedro “Paraná” Sampaio se firmou na segunda posição. Em ótima corrida, André Viera repetiu o terceiro posto com Eduardo Chuaste em quarto. José “Leitão” Xavier subiu ao pódio no quinto lugar. Como previsto, o título para Pedro “Paraná” Sampaio.

Ao terminar a prova o presidente da FEMSP João Cardeli agradeceu a todos que prestigiaram o campeonato, principalmente as equipes e patrocinadores. Segundo Carceli, a temporada 2020 promete muitas novidades. Inclusive, o prefeito de Porto Feliz, Dr. Cássio Habice Prado espera realizar duas etapas na cidade no próximo ano.

Agora a FMESP promove o Campeonato Sul Paulista de Motocross, com abertura programada pra a cidade de Pilar do Sul no próximo dia 3 de novembro.

O Campeonato Paulista de Motocross MX1 MX2 contou com apoio de Honda Japauto Porto Feliz, Uvas Segato (CEASA Campinas), Rigueto Bike e motos, Ética Contábil, Hortifruti Ortega (CEAGESP Sorocaba), Borilli Racing e America Sport.

Resultados

MXN Gold
1111Thallys Bueno
23Pedro “Paraná” Sampaio
3222André Augusto
4444Eduardo Chuaste Junior
538José “Leitão” Xavier
6301Ulisses “Gege” Amaral
724Rodrigo Nunes
MXN2
1222André Augusto Vieira
23Dinho
3184Ulisses “Gege” Amaral
423Emerson Oliveira
5133Anderson Marcondes
68Felipe Nishida
749Raul Povedano
890Jorge S. Filho
96Edson Leite
10301Diogo Cerri
Junior
149Raul Povedano
21Bruno Rodrigues
351Guilherme Nishioro
45Leonardo Corte
514Mateus Bernardo
MXF
156Julia Freitas
295Thalita Torres
3811Bruna Penalva
489Bruna Silva
MXN
13Pedro “Paraná” Sampaio
2111Thallys Bueno
3222André Augusto Vieira
4444Eduardo Chuaste Junior
5184Ulisses “Gege” Amaral
624Rodrigo Nunes
738José “Leitão” Xavier
8133Anderson Marcondes
949Bruno Perri
MX2
1521Pedro Tavernaro
2122Leonardo Gioti
349Bruno Perri
437Ramon Alberti
533Stanley Feltrin
621Sérgio Caputo
714João Lara
8909Allan Peterman
65cc
123Luan Leite
210Daniel Bernardo
354Miguel Zenni
433Leo
549Vitor Povedano
50cc
121Luiz Afonso
2226Gabirel Piedade
32Matheus Godoy
47Pedro Bernardes
MX1
1931Rafael Zenni
2149João Vitor Cardeli
331Rodrigo Guimarães
419Daniel Caputo
5521Pedro Tavernaro
639Ricardo Carneiro
7515Edson “Tatu” Costa
844Rodrigo Segato
927Renato Segato
102Heriko Gonçalves
MX5
115Luiz Moura
2121Reinaldo “Piu” Pinheiro
37Sérgio Diniz
414Sérgio Oliveira
589Roberto Sassaki
MX6
154Damir Zenni
253Julio Maimone
327João Cardeli
4157Sandro Silva
562Roque Colman
6118Marcos Loureiro
749Valter Povedano
MX4
12Heriko Gonçalves
222Eduardo Tanimoto
364Tales Calazans
460Eduardo Balan
5232Alex Tevireli
6515Edson “Tatu” Costa
715Luiz Moura
8116Júlio Preto
9104Marcelo Penteado
1026Regis Nishida
MX3
1931Rafael Zenni
231Rodrigo Guimarães
3149João Vitor Cardeli
42Heriko Gonçalves
5515Edson “Tatu” Costa
621Sérgio Caputo
7909Allan Peterman
844Rodrigo Segato
9117Thiago Rodrigues
10122Fabiano Azevedo
Intermediária
1999Frederico Oliveira
2326Heitor Freitas
314Renan Martins
4257Rafael Santos
528Bruno Lopes
6891Evandro Batista
7811Lucas Penalva
MX Gold
1931Rafael Zenni
231Rodrigo Guimarães
3122Leonardo Gioti
4149João Vitor Cardeli
537Ramon Alberti
644Rodrigo Segato
738José “Leitão” Xavier
MXN3
17Rodrigo “Tatu” Costa
26Edson de Jesus Leite
390JorgeZaizzca Filho
4120Julio Cesar Amaral
512Guilherme Traverim
699José Roberto Martins
7121Douglas Rafael Alves
8909Marcelo “Teo” Afonso
928Guilherme de Nobrega
1092Rogério Doas Bento

Fonte: MotoX