Pro Tork Gaúcho de Motocross conhecem em Vacarias os campeões da temporada 2019

Pro Tork Gaúcho de Motocross conhecem em Vacarias os campeões da temporada 2019

Coube a AVM (Associação Vacariense de Motocross) junto com a FGM (Federação Gaúcha de Motociclismo) realizarem no sábado 30\11 e domingo 1º\12  a etapa final do Gaúcho de Motocross na cidade Porteira do Rio Grande, como é conhecida a cidade de Vacaria nesses sertões a fora. Esse é o 2º ano que a cidade da serra recebe uma etapa do campeonato estadual e agora decidindo os títulos da temporada. Uma festa que começou no sábado e fechou em grande estilo no domingo.

O começo dos duelos da etapa foi com as categorias MX45 e MX5.  Prova em que o piloto de Montenegro Carlos Ketterman, O Nazysta que vinha comendo pelas beiras e deixou a vitória para a grande final. Ketterman foi vencedor na geral, como ele é piloto inscrito nas duas, pode se dizer que foi vitória dupla, também pelo título conquistado na etapa final. A grande ausência foi de Marco Müller que teve que se ausentar devido a necessidade de uma cirurgia na mão. Na MX45 ficou Ketterman, Glaureci Lemos e Gildo Massocco, os 3 primeiros já na MX5, Ficou Kettermann, Léo Lopes (o grande campeão da temporada)e Roberto Todeschini.

A 55cc classes A e B deram a largada em seguida nas provas do sábado com uma vitória já anunciada de Willian Baugarten que apenas carimbou o título de campeão gaúcho da categoria. Na pista João Wovst foi 2º com Antony Piroli em 3º.  Na classe B, o título já era de Monique Valentina da Silva, entrou na pista, mas teve problemas e não completou a prova, o vencedor foi o vice, Gabriel Diniz Wottrich.

O Domingo após treinos de Warm ap  começou com a 2ª prova da Nacional com a vitória em todas as baterias até então, o já campeão Cássio Anacleto até levou um susto no começo, quando Ricardo Mello, o Moranguinho largou na frente e logo em seguida Murilo Felisbino assumiu a liderança na volta um. Mas logo o campeão deixou as coisas no devido lugar, ultrapassando o conterrâneo de estado para vencer a etapa final somando o número máximo de pontos, 300 na temporada do grande título.

As provas da tarde trouxeram a decisão da MX2 logo no começo e que se deu bem foi José Felipe Mombach que largou na ponta venceu com facilidade e carimbou o título de campeão da temporada. Leonardo Limberger que largou em 2º chegou em seguida com Henrique Henikca em 3º.

Na mesma bateria também teve duelos eletrizantes pela categoria Intermediária MX2. No duelo mais acirrado, Guilherme Bresolin dividiu as curvas com Matheus Hernandes na disputa pelo 1º lugar da prova e também pelo título. Na metade final Bresolin forçou pra cima do líder, fez a ultrapassagem e venceu a prova e sagrou-se campeão gaúcho. Hernandes, e Garmichel vieram logo atrás.

Pela MX3 e MX4, a grande ausência foi de Everton da Silva, O Grilo que sofreu um acidente na penúltima etapa e não se recuperou a tempo de disputar a etapa. Cristian Khel largou em 3º, mas aos poucos chegou no líder Rodrigo Gonçalves para vencer a MX3 e sagrar-se campeão. Rodrigo foi 2º com Maiara Basso em 3º.

Na MX4, a vitória ficou para Rodrigo Gonçalves que se inscreveu nas duas categorias, seguido de Glaureci Lemos e Leandro Schwindt que foi o campeão da temporada.

A MX Pró teve um começo eletrizante com Leonardo Dambros largando na ponta e sendo ultrapassado por Leonardo Lizott que erra mais tarde e cai para 3º. Com isso Cássio Anacleto tem chance de pressionar Dambross e o faz até buscar a liderança. Cássio vence a etapa, Lizott ainda buscou o 2º lugar e Lucas Basso veio em 3º. Lizott é o campeão da MX Pró com motos de até 450cc.

Na mesma bateria, tivemos a categoria Intermediária MX 1 com vitória e 2º título de Cristian Khel  com Eduardo José e Silva em 2º e Maiara Basso em 3º.

Na júnior Henrique Henicka apenas confirmou o título com mais uma vitória, seguido de Garmichel Rodrigues que junto com Kauê Nenato fizeram um dos duelos mais intensos da tarde. Há 3 voltas do fim Kauê teve problemas na moto e Garmichel chegou em 2º com Kauê em 3º.

Na mesma bateria, Pietro Pirolli também somou mais 25 ponto e levou o título da temporada 2019.

Os pilotos da Estreantes Importadas já tinham o campeão antecipado, mas ele não levou isso em conta. Lucas Turatti veio pra disputa e venceu de ponta a ponta com Arthur Castro de Oliveira chegando em 2º após segurar no braço o piloto Augustos Nicolini Carniel que saiu de 6º, fez prova de recuperação e chegou em 3º.

A Bateria final, da categoria Elite em que os melhores pilotos da tarde se enfrentam, teve Leonardo Dambros novamente largado em 1º com José Felipe Mombach que cozinhou o adversário por 5 voltas até ultrapassa-lo. Mombach venceu a etapa, Dambros caiu para 4º na etapa em que Leonardo Lizott andou com o regulamento em baixo dos braços, chegou em 2º e conquistou seu 2º título do ano. Na prova Leonardo Limberger foi 3º.

Fonte: Mundocross